Retorno dos ônibus da Busscar? Finalmente a encarroçadora é vendida e deve retomar produção

Se você gosta ou costuma andar de ônibus rodoviários, certamente o nome Busscar traz imensas saudades. A encarroçadora que era uma referência extraordinária no Brasil, desde a época da sua fundação ainda com o nome de Nielson, produziu uma série de modelos lendários e de excelente qualidade por várias décadas. Mas depois de uma série de crises financeiras, acabou tendo sua falência decretada em 2014, encerrando suas atividades.

Mas agora finalmente parece surgir uma luz no fim do túnel para o que restou do complexo industrial em Joinville. Isso porque a Justiça catarinense acaba de confirmar a compra da Busscar pelos sócios da Caio Indusscar.

Antes de destacarmos os demais detalhes, é interessante citarmos um breve histórico para você entender o que isso representa. A Nielson surgiu na segunda metade dos anos 40, montando carrocerias que tinham o propósito de transformar caminhões em veículos de passageiros.

A partir dos anos 60, chegavam ao mercado os modelos Diplomata, que tinham inspiração nos antigos ônibus americanos Flxible. Mas foi nos anos 80 que a empresa se consolidou completamente no segmento dos rodoviários, época na qual concorria com a Geração IV da Marcopolo e com os ônibus O-370, monoblocos da Mercedes-Benz.

No início dos anos 90, houve a troca de nome para Busscar, com o lançamento de uma nova geração completa de carrocerias, com a nomenclatura de El Buss e Jum Buss. Nessa época, também surgia a linha de ônibus Urbanuss.

Em 1998, mesmo ano do lançamento do seu primeiro Double Decker (ônibus de dois andares), houve o lamentável falecimento do seu líder, Harold Nielson, vítima de um acidente aéreo.

No entanto, a partir de 2002, a empresa começou a ter sérias dificuldades financeiras, que se acentuaram após o ano de 2008. Sem uma reversão, a Busscar teve a sua primeira falência decretada em 2012, confirmada em 2014.

Depois de uma série de entraves judiciais, o juiz da 5ª Vara cível de Joinville, Valter Santin Júnior, aprovou a compra da Busscar e os sócios Marcelo Ruas e Maurício Lourenço da Cunha assinaram o documento de aquisição. Agora ainda há uma fase passível de recursos, mas é bastante provável que a operação se torne definitiva.

Dessa forma, fica a expectativa de todos nós para sabermos os rumos que a Caio Indusscar (líder no segmento de urbanos, mas que nunca teve expressão na área de rodoviários) dará à Busscar.

Veja agora alguns vídeos que mostram a história e vários dos modelos lendários da Nielson e Busscar que marcaram época nas nossas estradas.

PS: Lembre-se de se inscrever no canal do AutoVideos no Youtube, e também siga-nos no Instagram (@autovideos_oficial) para ficar por dentro das novidades.

Deixe seu comentário: