Resultado surpreendente: Fotógrafo leva uma câmera (com 104 anos) para tirar fotos na F1

Tecnologia extremamente avançada. É exatamente isso que você encontra nos autódromos num dia de corrida da Fórmula 1 . Agora imagine a cena envolvendo um fotógrafo que decide aparecer, no circuito, com uma câmera com mais 100 anos de idade e funcionando.

Evidentemente, você acharia isso estranho ainda mais no mundo extremamente tecnológico e avançado das corridas de carro. Porém um fotógrafo americano decidiu desafiar o mundo da velocidade e tirar fotos com uma câmera fabricada ano de 1913.

Joshua Paul, nome do idealista do projeto, conta que começou a tirar fotos da F1 quando foi a Barcelona para um evento de fotografias. No mesmo final de semana, haveria a corrida em Montmelò, o GP da Espanha de F1, onde ele começou a sua iniciativa de registrar imagens inusitadas das disputas.

Depois dessa experiência, Paul decidiu dar continuidade no projeto e criou uma revista (Lollipop Magazine) onde ele divulga as fotos que faz das corridas.

A câmera de 104 anos é um modelo Graflex 4×5, que permite tirar apenas 20 fotos no total. Cada fotografia precisa ser tirada com calma e paciência, bem ao contrário das câmeras atuais nas quais é possível “sentar o dedo” no botão e tirar várias fotos na sequência para escolher uma.

Paul diz que a ideia de seu projeto é “tirar fotos tão belas que desafiam o assunto”. Confira nos vídeos abaixo fotos de Paul e também abaixo uma foto dele com a câmera Graflex.

PS: Lembre-se de se inscrever no canal do AutoVideos no Youtube, e também siga-nos no Instagram (@autovideos_oficial) para ficar por dentro das novidades.

Thank you @petervelluet for sending this to me! Here at the #australiangp shooting the annual class of 2017 drivers portraits. #ausgp #formula1 #formulaone #f1 #fia #motorsport #motorsportphotography #grandprix #racing #simplythebest #fast #speed #racingdriver #albertpark #downunder #graflex #blackandwhite #fullframe

A post shared by Lollipop Magazine (@lollipopmagazine) on

A diferença entre a câmera de Josh e dos outros fotógrafos é brutal.

Deixe seu comentário: