Brutal: O MI-26 é o maior Helicóptero do Mundo (conseguindo até erguer um Avião e transportar veículos pesados)

Você já tinha imaginado caminhões, ônibus, tratores e tanques de guerra sendo transportados por apenas um helicóptero? Você já tinha imaginado ver algum dia um helicóptero erguendo um avião? Se isso tudo nunca passou pela sua cabeça (como não tinha passado pela minha) é porque você ainda não conhece o MI-26, que é o maior e mais brutal helicóptero do mundo.

Agora consegue adivinhar de qual país ele veio? Sim, só poderia ser mesmo da Rússia, com fabricação da empresa Rostvertol. Para você ter uma ideia do que ele é capaz, logo de cara vale destacar que ele mantém o recorde mundial de levantamento de peso por helicóptero, tendo erguido 56.7 toneladas, por 2.000 metros.

O MI-26 é o maior helicóptero do mundo com um só rotor com 8 pás. O seu design foi concebido por Marat Tishchenko. Surpreendentemente, esse projeto se inciou nos anos 70, com o nome de “Project90”, sendo que em 1983 o MI-26 já estava completamente desenvolvido. Ele opera nas forças militares russas desde 1985, tendo inclusive um papel importante na contenção do desastre de Chernobyl. Para uso civil, a Bélgica e a Rússia o utilizam.

Esse helicóptero monstruoso é equipado com dois motores turbo-eixo Lotarev, D-136, de 8.500 kW (algo como 11.577cv) cada. O diâmetro do rotor é de 32m, lembrando que seu comprimento é de estonteantes 40m e a altura de 8m (aproximadamente equivalente a dois ônibus de dois andares empilhados).

O seu peso vazio é de 28 toneladas, podendo decolar com até 56 toneladas, o que mostra o seu poder descomunal. A velocidade máxima é de 295 km/h.

Como você pode ver, os números são impressionantes. Mas é muito mais incrível ver esse titã dos céus em ação. Por isso, veja com atenção os vídeos a seguir, que mostram do que o MI-26 é capaz. O primeiro vídeo abaixo já revela imagens dele erguendo um avião e os outros também são sensacionais. No segundo, acompanhe ele carregando os veículos pesados. Assista e surpreenda-se!

Deixe seu comentário: