Rally: a arte de levar máquinas (do passado e presente) aos limites mais extremos (e perigosos)

Rally: a arte de levar máquinas (do passado e presente) aos limites mais extremos (e perigosos)

Carros tirando finas dos espectadores, motores turbo de mais de 600, até 700 cavalos, acidentes fatais em grande quantidade, imagens impressionantes de máquinas saltando, voando na pista, na terra e na neve. Se você gosta mesmo de automobilismo, certamente já ouviu falar do temido e insano Grupo B. Pois é, há quem diga que depois dos Anos 80, o Rally nunca mais foi o mesmo. Será mesmo?

Nós, do AutoVídeos, concordamos que as coisas mudaram bastante de lá para cá. As pessoas foram tiradas das laterais da pista (e já não morrem mais). A segurança oferecida pelos carros, por exemplo, mudou drasticamente, reduzindo o número de acidentes fatais (que ainda acontecem, mas em menor proporção). Os motores ficaram mais “fracos”, mas a tecnologia envolvida nos veículos evoluiu bastante. O Rally continua com seu charme, sim!

Que tal admirarmos juntos as manobras, os carros, as mudanças e, principalmente, a tocada insana de pilotos que marcaram a história, mas também daqueles que estão tentando deixar a sua marca nos dias de hoje? Selecionamos alguns vídeos que mostram o passado e o presente, afinal acreditamos que o esporte a motor precisa sobreviver ao tempo e se transformar em uma paixão que sobreviva aos dias politicamente corretos, cada vez mais presentes em nossas vidas. Curta o Rally como ele era e como ele é:

Bônus com imagens bem atuais de carros e pilotos buscando os limites mais extremos em suas voltas:

Deixe seu comentário: