Pular para o conteúdo

OX: O caminhão que pode ser construido à mão em 12 horas

Sim, isso é completamente estranho, mas o OX é o primeiro caminhão utilizável em grande escala que pode ser transportado desmontado, de forma plana, e montado manualmente em cerca de 12 horas.

Projetado para ser fácil de usar, fácil de levar a qualquer lugar e principalmente para ser robusto, o OX já possui o protótipo XP3 funcionando e quer mais. A empresa por trás do projeto busca conseguir um grande investimento para consolida-lo.

OX

A ideia por trás do OX certamente não é nova: criar um veículo resistente, fácil de construir e utilizável com foco nos países em desenvolvimento. Este tem sido um grande desafio. O design do OX foi pensado para satisfazer esses requisitos, sendo projetado como um veículo 4×4 com ótimos ângulos de ataque e boa altura em relação ao solo.

Sua configuração com tração e motor dianteiros tem a maior parte do peso sobre as rodas motrizes. O projeto básico é um caminhão com cabine sobre um motor a diesel de 2.2 litros da Ford, capaz de produzir 100 cv. Sua capacidade de carga é de 2 toneladas, algo impressionante considerando seu peso total de 1,5 toneladas.

A carroceria básica é para o transporte de cargas, enquanto ainda existe a possibilidade de transformá-la em uma espécie de van com capacidade para transportar até 10 passageiros, em um total de 13 pessoas.

Conheça, nos vídeos que separamos a seguir, o OX, o pequeno caminhão que possui muita versatilidade e impressiona ao poder ser montado e desmontado por quantas vezes forem necessárias, enquanto desmontado pode ser transportado para qualquer lugar que um caminhão de grande porte não teria acesso.

PS: Lembre-se de se inscrever no canal do AutoVideos no Youtube, e também siga-nos no Instagram (@autovideos_oficial) para ficar por dentro das novidades.

This Truck Can Be Assembled In 12 Hours & Is Packed Like Ikea …

This truck can be assembled and disassembled like Ikea furniture

Publicado por NowThis em Quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Deixe seu comentário: