Nota ZERO: Ford Ka, outro campeão de vendas, tem resultado lamentável em teste de colisão

Nota ZERO: Ford Ka, outro campeão de vendas, tem resultado lamentável em teste de colisão

Depois do Chevrolet Onix, líder de vendas no Brasil, agora é a vez do Ford Ka desapontar no teste de colisão promovido pelo Latin NCAP. Após ser submetido aos crash tests, o compacto (nas versões hatch e sedan) obteve a decepcionante nota zero na proteção aos adultos, especialmente por conta da colisão lateral.

De acordo com os resultados, o Ka apresentou um desempenho pobre no teste de impacto lateral, mostrando níveis altos de lesões no peito do ocupante adulto, penetração profunda da coluna B no habitáculo e abertura da porta.

Além disso, o Ford Ka não oferece dispositivos de absorção de energia de impacto lateral em sua estrutura nem no painel interior nas portas. O carro não foi aprovado conforme a norma básica de proteção contra impactos laterais das Nações Unidas (UN95), obrigatória na Europa desde 1995.

Ainda segundo o relatório do Latin NCAP, o modelo não oferece cintos de três pontos em todas as posições, a sinalização de ancoragens ISOFIX é deficiente e não conta com a possibilidade de desligar o airbag do passageiro na hora de instalar um Sistema de Retenção Infantil (SRI) olhando para trás, motivos adicionais para a redução da pontuação. A porta traseira direita foi aberta no teste de impacto lateral, expondo os passageiros crianças a riscos maiores.

A proteção infantil foi aceitável no teste de batida, valendo destacar que a nota foi de três estrelas nesse quesito.

É importante lembrar ainda que, de acordo com os parâmetros e regras antigos do instituto em 2015, o modelo havia obtido quatro estrelas na proteção a adultos e três na proteção a crianças.

Conforme matéria publicada no site da Quatro Rodas, a assessoria da Ford se pronunciou no sentido de que o carro “cumpre integralmente com a respectiva legislação brasileira e oferece equipamentos de série que vão além das exigências locais de segurança”.

Adicionalmente, segundo reportagem da AutoEsporte, existe a possibilidade de que o carro ganhe novos reforços estruturais.

Veja a seguir as imagens do teste e fica a pergunta: quando será que os consumidores brasileiros vão dar valor à segurança na hora de comprar um carro?

PS: Lembre-se de se inscrever no canal do AutoVideos no Youtube, e também siga-nos no Instagram (@autovideos_oficial) para ficar por dentro das novidades.

Deixe seu comentário: