McLaren F1 GTR “Longtail”: sinta a fúria do monstro das pistas que fez história nas 24h de Le Mans

Segundo a própria McLaren admite, o seu inesquecível McLaren F1 nunca foi um carro concebido para ir para as pistas de corrida. Eu também acho estranho ler algo assim quando se trata de McLaren, Ron Dennis e companhia, mas esta é a verdade sobre o supercarro que mexeu com os Anos 90.

Felizmente, clientes endinheirados e muito entusiasmados com seus veículos McLaren F1 convenceram Ron Dennis a criar uma versão de pista do carro, batizado então de McLaren F1 GTR. Acontece que o McLaren F1 GTR era basicamente uma adaptação da versão de rua, inclusive com menos potência do que o carro original devido às restrições da época para as corridas de endurance.

O carro adaptado e menos potente que seu modelo original enfrentou protótipos e carros de corrida “puro-sangue” de forma brilhante. O resultado foi espetacular na estréia, que aconteceu claro nas 24 horas de Le Mans de 1995. Os McLaren F1 GTR chegaram em primeiro, terceiro, quarto, quinto e décimo terceiro lugares. Vitória na primeira tentativa. Só isso!

Então em 1997 surgia oficialmente o campeonato FIA GT, com regulamento diferente e muitas montadoras criando carros de corrida específicos. O F1 GTR não morreu, claro, mas se transformou e evoluiu para o modelo mais emblemático já criado pela montadora inglesa: o McLaren F1 GTR “Longtail”, ou cauda longa.

Nove carros F1 GTR “Longtail” foram construídos, todos com o corpo alongado, melhoras significativas no chassi, suspensão e transmissão sequencial. O carro era incrivelmente equilibrado e pesava apenas 935 kg, conseguindo ser 135 kg mais leve que seu antecessor, o vitorioso F1 GTR de 1995 (então considerado muito leve).

Apesar de serem versões criadas para as pistas, os modelos McLaren F1 GTR “Longtail” ainda se pareciam muito mais com a versão de rua do F1 do que com genuínos carros de corrida. O monocoque de carbono e o motor V12 aspirado, por exemplo, eram os mesmos.

Naquele ano de 1997, o F1 GTR “Longtail” venceu em cinco das onze provas disputadas no campeonato FIA GT. As 24 horas de Le Mans foram dominadas, com o monstro inglês terminando nas duas primeiras posições (categoria GT1). Detalhe: seu oponente mais próximo chegou quase 30 voltas depois.

PS: Lembre-se de se inscrever no canal do AutoVideos no Youtube, e também siga-nos no Instagram (@autovideos_oficial) para ficar por dentro das novidades.

Deixe seu comentário: