Por trás das câmeras: veja e entenda como foi feita a cena mais incrível de Velozes e Furiosos 7

Qual a sua lembrança do filme Velozes e Furiosos 7? Sim, são muitas as cenas insanas de perseguição, rachas, mas não dá para esquecer da brilhante ideia de Dominic Toretto (Vin Diesel) ao ficar encurralado em uma festa no alto de um arranha-céu de Dubai. Ele simplesmente entra no Lykan Hypersport com o Brian (Paul Walker) e resolve acelerar rumo à área envidraçada. A única coisa que você ouve é o Brian dizer “Carros não voam”.

Pé embaixo, Brian gritando e “CRASH”, o vidro se quebra e o carro sai literalmente voando da torre. A imagem passa a ser transmitia de diversos ângulos, em câmera lenta, e o desenrolar é um pouso todo desajeitado e mais adrenalina com o carro acelerando e quebrando um andar inteiro até saltar de novo. Insano! Surreal! Ficção claro, mas um momento épico da franquia Velozes e Furiosos que vai ficar gravada na nossa memória.

Eu sempre quis entender como a cena foi feita. Muita gente dizia que era apenas computação gráfica, mas a verdade é que os caras construíram diversos carros para destruir em gravações de estúdio e simulações do salto. Mesclando estas filmagens com a computação, vimos o resultado das telas. Consegui resumir em poucas linhas, mas o trabalho real foi bem mais complicado e você confere tudo no vídeo abaixo:

Deixe seu comentário: