Afinal, o Jeep Renegade é mesmo um Jipe de verdade? Vídeos mostram ele em ação no off-road!

Um dos carros mais vendidos no país, o Jeep Renegade é um SUV que caiu no gosto dos brasileiros. Apesar do pouco espaço para bagagens (pequeno porta-malas), uma crítica usual da imprensa especializada, este SUV tem atraído muitos compradores, principalmente os homens, que buscam aventurar-se e, ainda assim, se manterem atuais em termos de tendência, tecnologia e segurança. Você compraria um Jeep Renegade? Por que? Para que uso?

Disponível no Brasil nas versões 4×2 e 4×4, com motorização à gasolina e diesel, o Jeep Renegade é um modelo importante para o segmento, seguindo de perto as vendas da campeã Honda HR-V. Logo logo chegará no Brasil a SUV pequena da Toyota, acirrando uma briga que promete ficar ainda melhor – o Ford Ecosport, que no passado já liderou o ranking, aparecerá reestilizado e acaba de ser lançado no Brasil o Nissan Kicks.

Mas será que o Renegade é mesmo um legítimo jipe nos desafios off-road? Buscamos alguns vídeos bacanas para conferir isso de perto. O primeiro é um teste do pessoal do canal Falando de Carros. O segundo é bem rápido e o mostra passando no barro numa trilha difícil no Brasil. O terceiro traz um comparativo bem bacana feito pelo Jalopnik nos Estados Unidos, revelando como o Renegade se sai nas trilhas acompanhado do seu irmão maior, o Wrangler.

No quarto, resolveram colocar o Jeep Renegade para experimentar um percurso olímpico de rafting. Isso mesmo, um caminho cheio de água correndo com força e muitos desníveis. Esse desafio extremo é uma campanha para tentar passar credibilidade off-road e demonstrar algumas capacidades interessantes deste SUV que faz tanto sucesso. Com bom ângulo de ataque e altura livre do solo, o Renegade tem características bem diferentes de seus concorrentes. Vejamos como ele se saiu em todos os desafio extremos:

PS: Lembre-se de se inscrever no canal do AutoVideos no Youtube, e também siga-nos no Instagram (@autovideos_oficial) para ficar por dentro das novidades.

Deixe seu comentário: